Blog da Plaza Motors

5 dicas para evitar o desgaste prematuro dos pneus do seu Honda

Os pneus são essenciais para garantir a sua segurança e a de sua família, por isso devem estar sempre em perfeito estado de conservação. É bom lembrar, inclusive, que caso não estejam em boas condições, os pneus podem gerar uma multa ao condutor. Um bom jogo de pneus não custa muito barato, mas a troca não pode ser atrasada quando chegar ao fim da vida útil. Então, para te ajudar a aumentar a vida útil dos seus pneus, preparamos 5 dicas importantes. Não deixe de conferir!

Calibre os pneus corretamente

A primeira dica é bem simples e pode ser feita por qualquer um: calibre os seus pneus uma vez por semana, de preferência de manhã, quando eles ainda estiverem frios. Andar com pneu com muita pressão poderá torná-lo muito rígido e fará com que a parte central da banda de rodagem trabalhe mais, desgastando os pneus “no meio” da banda. Já trafegar com pneus abaixo da pressão fará com que o pneu sofra um maior contato com o solo, por estar murcho, dobrando mais facilmente em curvas e desgastando as laterais da banda de rodagem. Isso sem falar que eles absorverão menos os impactos, podendo até mesmo rasgar dependendo da situação.

Portanto, mantenha seus pneus calibrados conforme a recomendação do fabricante, que indica a melhor pressão para determinado modelo, uma vez que cada carro possui um peso diferente, um jogo de rodas e pneus diferentes e um acerto próprio de suspensão. Não use receitas prontas que generalizam a calibragem, como “coloque 30 libras que está bom!”. Consulte o manual do proprietário para obter os valores corretos para a calibragem.

Realize alinhamento e balanceamento

A função do alinhamento, como o nome já diz, é regular a direção das rodas para que elas andem em linha reta e o carro rode com conforto e segurança. Se as rodas estiverem convergindo ou divergindo demais, significa que seu pneu está fazendo força para o carro ir para frente e a roda desalinhada, para direita ou esquerda. Isso aumenta significativamente o desgaste dos pneus por excesso de atrito. Já o balanceamento, garante que a roda girará uniformemente para que o pneu entre em contato com o solo sempre de maneira homogênea, garantindo a durabilidade dos pneus e de demais componentes da suspensão.

Dessa forma, realize os dois procedimentos a cada 10 mil km preventivamente, porém, se você sentir o volante trepidando, ou o carro puxando para o lado em linha reta, antecipe a parada na concessionária mais próxima para corrigir o problema e evitar o desgaste dos pneus.

Evite carregar peso extra

Carregar peso extra sobrecarregará mais os pneus, pois quanto maior o peso do carro, mais peso cada pneu terá de suportar e, consequentemente, maior será o desgaste. Portanto, tire tudo o que for desnecessário do carro e carregue somente o que você realmente for precisar. Terminou a semana? Guarde o material de trabalho para andar no final de semana mais leve. Terminou o final de semana? Tire toda a tralha usada para o lazer. Quanto menor o peso que você carregar no seu carro, menor será o desgaste dos pneus, melhor será o desempenho e mais economia de combustível você terá.

Acelere e freie com suavidade

Não adianta cuidar da manutenção e esquecer de tratar seu carro com carinho. Acelerar forte em saídas de semáforo, deixar para frear muito próximo ao obstáculo contribuirá significativamente para o desgaste dos seus pneus. Se você arrancar cantando pneu e deixar aquela marca no asfalto, estará deixando parte da borracha do seu pneu no pavimento, degradando-o. Na hora de acelerar, faça-o com suavidade e progressão. Quando perceber que será preciso parar o carro, já antecipe o movimento, começando a frear antes. Lembre-se: quanto mais desempenho você exigir dos pneus, maior será seu desgaste.

Desvie de buracos

Caso visualize algum buraco na via, desvie sempre que possível. Se perceber que não há como mudar de direção com segurança, freie antes e, no momento em que for passar sobre o buraco, solte o freio e deixe o carro passar livremente. Dessa forma, a frente do carro não ficará baixa devido à desaceleração causada pelo freio e o impacto com o buraco será melhor absorvido pelo conjunto de suspensão, sobrecarregando menos os pneus e evitando bolhas ou cortes. Esse cuidado vale também para tampas de bueiros profundas, tachas ou tachões (aquela sinalização conhecida como “olho de gato” ou “tartaruga”), degraus na pista, quebra-molas etc.

Leve essas dicas em consideração e aproveite mais os seus pneus! Você ainda tem mais alguma dica interessante? Deixe seu comentário aqui no post!