Blog da Plaza Motors

Esterçar o volante com o carro parado é prejudicial ao veículo? Tire a dúvida aqui!

O hábito de esterçar o volante com o carro parado é praticado por vários motoristas, porém, será que essa atitude pode trazer algum problema para o funcionamento do veículo? É comum que existam dúvidas por parte dos motoristas, e é fundamental que sejam esclarecidas, a fim de diminuir os prejuízos e garantir um trânsito seguro.

Neste artigo vamos falar sobre o tema e abordar as consequências que esterçar o volante do carro sem que ele esteja em movimento pode trazer. Estar bem informado é fundamental para que o motorista tenha uma atitude prudente e adequada. Continue a leitura e acompanhe!

O que significa esterçar o volante do carro?

Esterçar é um termo conhecido pela maioria dos motoristas e significa girar o volante do carro até o final para determinado lado. Esse movimento é muito utilizado na hora de estacionar o veículo.

Esterçar o volante com o carro parado traz prejuízos?

A resposta é sim. Isso porque ao esterçar o volante do carro com frequência, o motorista pode trazer prejuízos ao sistema de direção hidráulica do veículo.

Em um primeiro momento essa prática pode parecer inofensiva, porém com o passar do tempo ela acaba forçando a bomba do sistema hidráulico que toca o óleo, o que danifica o conjunto de componentes e pode deixar o volante pesado.

Quais cuidados devem ser tomados ao estacionar o carro?

Na hora de estacionar o veículo alguns cuidados podem contribuir para melhorar o funcionamento e a vida útil do carro. Dentre esses hábitos positivos está, sempre que for preciso esterçar o volante do carro, evitar realizar o movimento com o veículo parado. Preferencialmente, ele deve estar em velocidade bem baixa.

Outra dica é parar de esterçar o volante assim que ele chegar ao final do batente, pois dessa forma evita-se que seja usado excesso de força em peças componentes da direção e na suspensão da parte dianteira, que ainda está produzindo torque e sendo pressurizado sem que a roda esteja em movimento.

Também é indicado não deixar as rodas do veículo esterçadas na direção da guia, prática que muitos motoristas adotam como uma garantia caso haja falhas no sistema de freios. Esse costume é prejudicial, pois caso o carro receba algum peso será necessário que os sistemas de suspensão e direção suportem uma pressão não projetada.

Se o carro estiver engatado — outra prática comum de muitos motoristas como o objetivo de ter um backup do freio —, ainda podem ocorrer problemas também no câmbio. 

O ideal é manter o sistema de freios com a manutenção em dia e evitar usar esses recursos, que com o tempo podem ter consequências indesejadas para o proprietário do carro.

Neste artigo falamos sobre os problemas que esterçar o volante do carro quando ele está parado podem trazer. É importante que o motorista esteja sempre bem informado para garantir o funcionamento correto do automóvel, assim como praticar uma direção segura e consciente.

Gostou do artigo? Então compartilhe-o em suas redes sociais para que mais pessoas possam ter acesso a esse conteúdo!