Blog da Plaza Motors

Planejamento financeiro pessoal: prepare-se para o seu novo carro

 

Você deseja comprar o primeiro carro ou trocar seu veículo atual? Esse é o sonho de muitos brasileiros. O que alguns não sabem é que isso pode se transformar em um pesadelo quando a aquisição não entra no planejamento financeiro pessoal.

Comprar um carro é um grande passo. Portanto, organizar-se para ele é essencial. O ato de planejar faz com que esse investimento seja quitado de maneira mais rápida e segura, sem desequilibrar seu orçamento. Mas, como fazer isso? Trouxemos ótimas dicas neste post. Aproveite!

 

Revisar as despesas atuais

Qualquer planejamento financeiro pessoal começa pela análise das suas contas. Quando chega o final do mês, você sabe dizer para onde seu dinheiro foi? Quando não há registro dos gastos, fica difícil acompanhar sua renda e saber em que ela foi alocada.

Por isso, uma atitude indispensável é anotar o seu salário e os seus custos. E atenção: não estamos falando apenas das contas fixas, como luz ou internet. Deve ser registrado também o que você gasta no dia a dia — pequenas compras ou saídas de lazer, por exemplo.

Fazendo isso por pelo menos dois meses, você consegue ter um retrato do seu orçamento. Depois disso, dê o segundo passo: analise os gastos e veja o que pode ser cortado ou minimizado. Assim, vai sobrar mais dinheiro para realizar seus projetos.

 

Usar a regra do 50-15-35

Nem sempre podemos falar de normas gerais quando se trata de finanças. Entretanto, uma orientação bastante útil é a divisão do salário em algumas porções. Na regra 50-15-35, por exemplo, a ideia é separar da seguinte maneira:

  • 50% do salário para todos os gastos essenciais;
  • 15% para prioridades financeiras;
  • 35% para seu estilo de vida.

Na prática, funciona assim: os gastos essenciais são todos aqueles necessários na sua rotina (moradia, transporte, educação, saúde, alimentação, etc.). Já o dinheiro para prioridades financeiras é o que vai pagar dívidas ou custear seus planos para o futuro, como ter uma poupança de emergência, fazer uma viagem nas férias ou comprar um carro.

Mas, se a vida se resumisse a esses fatores, não seria muito prazeroso. Afinal, faltaria dinheiro para ir naquele restaurante bacana ou assinar a tv a cabo. É por isso que 35% podem ser usados para custear seu padrão de vida. Ou seja, as coisas que são importantes para você, mas não se enquadram nos gastos essenciais.

 

Buscar opções de desconto

Algumas pessoas podem se assustar quando pensam em usar apenas metade do salário para as contas fixas. Fique tranquilo! Isso é viável quando se tem um bom planejamento financeiro pessoal, mesmo ganhando pouco.

Uma ótima alternativa para fazer seu dinheiro render mais é reduzir os custos. E não é preciso radicalizar e tirar os filhos da escola privada, por exemplo. Você já tentou conseguir desconto na mensalidade? Da mesma forma, já reavaliou seu plano de telefone ou internet? É possível conseguir bons descontos assim.

 

Analisar taxas de juros

Comprar um carro à vista também gera uma grande economia, pois as lojas costumam trabalhar com ótimos abatimentos. Mas, sabemos que nem sempre isso é possível. O ideal é, pelo menos, dar o máximo de entrada que você conseguir para abater o valor das prestações.

Além disso, aprenda a analisar com cuidado as taxas de juros. Mesmo que você precise parcelar ou financiar o carro, ainda pode encontrar boas condições de compra. Basta ter paciência e pesquisar bastante.

Viu como um planejamento financeiro pessoal ajuda muito na hora de realizar os seus sonhos? Organizando suas finanças e poupando dinheiro para o futuro, você faz compras de maneira mais saudável e evita problemas no orçamento.

E então, este post foi útil? Que tal compartilhar o texto em suas redes sociais e mudar a vida financeira dos seus amigos?