Blog da Plaza Motors

Veja dicas para evitar problemas no engarrafamento e em grandes cidades

Para os moradores das grandes cidades, metrópoles e megalópoles, engarrafamentos são uma realidade. No entanto, isso não significa, necessariamente, estresse e acidentes. Afinal de contas, o trânsito é consequência do comportamento dos motoristas e, nessas horas, dicas simples podem fazer toda a diferença para que você possa chegar ao seu destino são, salvo e satisfeito. Veja, abaixo, como evitar problemas nos momentos de tráfego pesado:

Ter uma atitude zen

Os orientais são sábios em matéria de paciência e comportamento diante das situações cotidianas, e é possível aprender muito abraçando o pensamento zen, sem precisar recorrer a incensos ou religiosidade.

Essa é uma prática simples: focar no que você está fazendo no momento. Quantas vezes estamos no trânsito pensando na reunião que vai acontecer, falando ao celular, ou se lembrando de alguma situação pessoal? O problema é que esse comportamento gera ansiedade, fazendo com que deixemos de prestar atenção ao aqui e agora. Com isso, a concentração fica comprometida e fica mais fácil cometer erros e deslizes.

Praticar o respeito ao próximo

O trânsito é composto por motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. Isso sem contar animais na pista, situações climáticas e outras possibilidades. Essa conjunção de fatores pede que cada um tenha a atenção sempre sobre si mesmo e sobre o que nos cerca. Com isso, faz-se necessária a prática do bom senso. Ou seja, tratar tudo e todos da maneira que gostamos de ser tratados

Dar a passagem, parar nas faixas de pedestres e compreender que cada um possui um ritmo diferente são pequenos exemplos que fazem com que o engarrafamento seja menos estressante a partir das suas atitudes. Uma criança pode deixar a bola cair na rua, um casal idoso pode atravessar lentamente, o carro cruzando na mão contrária pode ter esquecido o farol alto aceso. No entanto, vale lembrar que essas, certamente, não são a causa para o nó no trânsito.

Mantendo isso em perspectiva, fica mais fácil seguir sem dores de cabeça. É lógico que existem imprudências e acidentes, mas, ao respeitar a si mesmo e aos outros, o estresse e a ansiedade não encontram espaço para se multiplicar.

Abandonar as incertezas

“Acho que dá” é uma das frases mais perigosas para quem está ao volante, e deve ser abolida do pensamento nessa hora. Trânsito não é o momento mais apropriado para incertezas, e acelerar para tentar pegar o sinal amarelo pode ter como resultado um acidente grave, apenas por causa da vontade do motorista de economizar dois minutos no tráfego. Reflita: você acha que essa atitude vale mesmo a pena?

Conduzir com cautela

Ultrapassar pela direita, costurar e dar seta e seguir sem aguardar a passagem são outras atitudes perigosas que causam transtornos no já complicado trânsito urbano. Portanto, essa dica é simples: proceda sempre com cautela.

Às vezes, obedecer às regras pode não ser suficiente, e será necessário ir além para garantir a sua segurança, adotando medidas que podem contrariar a vontade do motorista, como dar passagem a algum condutor imprudente ou em situação de emergência. O importante é sempre ter em mente que a direção defensiva é a melhor resposta durante congestionamentos.

Dar tempo de resposta

Toda ação gera uma reação. A diferença, no trânsito, é no tempo que cada pessoa envolvida leva para assimilar e interpretar o que acontece para, em seguida, responder. Alguns são reflexos, outros requerem avaliação, mas todos demandam alguns momentos:

  • Ao dar a seta, é necessário esperar que o outro perceba sua intenção e dê passagem.
  • A frenagem do seu veículo deve ser percebida por quem vem atrás.
  • O estreitamento de pista faz com que os carros de uma faixa se desloquem para outra.

E para que cada uma dessas ações aconteça sem maiores percalços, é importante dar ao outro o tempo necessário para reagir.

Realizar a manutenção regular dos componentes do seu veículo

Automóveis parados na pista por conta de acidentes e falhas mecânicas são umas das maiores causas de congestionamentos, mais ainda mais estressante que ter que ficar parado no trânsito por causa disso é quando essa situação acontece com o seu veículo. Para evitar que seu carro entre em pane em um momento inoportuno, não deixe de verificar regularmente suas condições em uma oficina de qualidade. Além de prevenir falhas técnicas, esse procedimento visa preservar a sua própria vida.

Que outras atitudes você toma para encarar o engarrafamento? Compartilhe com a gente nos comentários!