Blog da Plaza Motors

Você sabe qual a diferença entre polir e encerar o veículo?

O carro sai de fábrica com uma camada de verniz que protege a pintura contra a corrosão e dá brilho. Com o passar do tempo, ela vai se perdendo e para não recorrer ao serviço de pintura, é possível recuperar a estética com polimento e enceramento. Saiba a diferença entre ambos neste post! 

Por que a pintura perde o brilho? 

A simples utilização do veículo implica no desgaste da pintura. Afinal, ele está exposto à poluição, aos raios solares, às chuvas ácidas, entre outros efeitos do clima e do tempo. Mas, algumas atitudes como a lavagem em lava-rápidos, limpeza com panos e uso de determinados produtos podem acelerar a perda de uma pintura lisa. 

Polimento 

Durante o procedimento, uma camada fina de tinta é retirada para eliminar as irregularidades. Uma vez que a luz consegue voltar a refletir de forma regular, o brilho é restabelecido. 

No entanto, não é recomendado polir o carro muitas vezes, pois a camada pode se tornar fina ao ponto de não ser capaz de combater a corrosão. Além disso, a prática excessiva pode levar à perda de tinta ou a uma modificação da cor original. 

Recorra ao polimento somente quando a pintura estiver fosca, riscada e sem brilho aparente. 

Enceramento 

O método consiste em passar cera sobre a carroceria preenchendo, então, as irregularidades. Da mesma forma que no polimento, a dispersão irregular da luz é eliminada e o carro volta a brilhar. 

No entanto, o enceramento não é abrasivo e não desgasta a pintura. Na verdade, ele permite uma proteção da mesma, uma vez que uma mini-película é criada sobre a carroceria. 

Procure encerar seu veículo quando o brilho começar a dar sinais de desgaste ou se a pintura apresentar aspecto áspero ou dificultar a remoção de sujeira. 

Agora que você sabe a diferença entre polir e encerar, conheça os serviços que a Plaza Motors pode oferecer para a manutenção do seu Honda. Clique aqui!  

Siga nossos perfis: Facebook | Instagram